04 de junho… Domingo de manhã… Um domingo que vai ficar para sempre na memória do Brown Spiders. A equipe venceu o Coritiba Crocodiles e pôs fim a um tabu. Foram oito anos desde última vitória do antigo Curitiba Brown Spiders — e o UFPR Legends nunca tinha vencido os crocodilianos. Mas depois de 47 minutos, a equipe finalmente pôde ajoelhar e correr para o abraço.

No primeiro quarto, o ataque do Brown Spiders não encaixou muitas jogadas e o QB #4 Hulyan acabou sofrendo um fumble. Por outro lado, a defesa conseguiu erguer o muro e segurar os adversários, que não conseguiram pontuam quando seu kicker chutou a bola para fora. Porém, outro drive com poucos avanços do BS e a bola teve que ser devolvida para o Crocodiles, que conseguiu abrir o placar com um TD de corrida (XP não convertido).

Somente no segundo quarto o ataque do Brown Spiders mostrou melhores resultados. Alternando bastante as corridas do RB #30 Léo Wolff e as reads com o QB Hulyan, o time passou avançar melhor no gramado. E após a recuperação de um fumble do LB #56 F. Marques, o BS voltou a crescer e anotou um TD com uma corrida de Hulyan (XP convertido pelo K #2 Fracaro). Com isso, o jogo foi para o intervalo com o placar de 07×06 para as aranhas marrons.

O terceiro quarto começa com o Crocodiles no ataque, mas a defesa do BS volta a mostrar excelentes jogadas. Depois de segurar o ataque adversário por duas jogadas, a equipe obrigou o QB Drew Banks do Crocodiles a partir para um passe fundo e conseguiu fazer uma interceptação belíssima com o CB #37 Gabriel Matuella. Com a bola, o Spiders avançou novamente e chegou à redzone com bons passes conectados entre Hulyan e o WR #16 Anhucci. A equipe não conseguiu anotar um TD, mas saiu da campanha com mais três pontos, saídos dos pés do K Fracaro. Placar: Brown Spiders 10 x 06 Crocodiles.

Chegando ao quarto quarto, novamente a defesa do Spiders mostrou que aquele era o dia da vitória. Apesar de o QB Banks conseguir avançar muitas jardas com o campo aberto e chegar duas vezes à red zone do Spiders, a defesa aracnídea mostrou que a teia estava reforçada e impediu que o Crocodiles anotasse mais pontos. Foram duas campanhas paradas nas últimas jardas do campo.

Em uma 4ª para TD e com pouco mais de 40 segundos no relógio, o Crocodiles conseguiu conectar um passe curto na linha de 2 jardas (na beira da endzone), mas o CB #28 Santos estava inspirado e impediu qualquer avanço maior. Com isso, o ataque do BS precisou apenas ajoelhar e esperar o relógio chegar ao zero. Final de partida: Brown Spiders 10 x 06 Crocodiles.

Agora, o Brown Spiders está na final do Campeonato Paranaense de Futebol Americano. A partida será disputada contra o Paraná HP, que venceu o Red Feet na outra semifinal da competição.